Lição 5 Adultos - A identidade do Espírito Santo

Lição 5 Adultos - A identidade do Espírito Santo
LEITURA BÍBLICA EM CLASSE
JOÃO 14.15-18,26
INTRODUÇÃO
Estudar a pessoa do Espírito Santo (PNEUMATOLOGIA) é uma tarefa desafiadora. Um ser que não era notada nem no Antigo e nem no Novo Testamento e historicamente nunca teve grandes tratados acerca de si. Mas as Escrituras revelam no mínimo 5 pontos fundamentais para compreender esse personagem tão atuante nas páginas da Bíblia. 1º Sua identidade; 2º Sua deidade; 3º Sua personalidade; 4º Sua igualdade com o Pai e o Filho; 5º Sua atividade histórico-salvífico.
I – O ESPÍRITO SANTO
1. A REVELAÇÃO DIVINA. A teologia sempre será um processo EVOLUTIVO. O entendimento de hoje será aprofundado amanhã. Assim aconteceu com a Pessoa do E.S. Foi um processo secular para se aprofundar num ser Eterno. Pois biblicamente quem apresentou ou revelou o Espírito Santo a nós? Segundo a Bíblia Jesus apresentou Deus e o Espírito Santo à Jesus. A Bíblia nos afirma que Deus se auto revelou aos homens e como João1.18 nos informa que Jesus revelou a Deus? Por fim, Jesus Cristo revela Deus (Jo 1:18). No que diz respeito a sua essência, Deus é invisível (1 Tm 1:17; Hb 11:27). O homem pode ver Deus revelado na natureza (SI 19:16; Rm 1:20) e em seus feitos poderosos na história, mas não pode ver o próprio Deus. Jesus Cristo revela Deus a nós, pois ele é "a imagem do Deus invisível" (Cl 1:15) e "a expressão exata do seu Ser" (Hb 1:3).
2. O ESQUECIMENTO. A Bíblia sempre mencionou a atuação do E.S. Moises registrou logo no segundo verso da Bíblia. Exatamente depois de 14 palavras. Mas o esquecimento de sua pessoa e atuação tem uma explicação. Seu papel não era de destaca e nem tão pouco de linha de frente, mas seu trabalho era no anonimato. Sua tarefa era de exaltar o filho para isso tinha que se esconder.
3. O ESPÍRITO SANTO e OS PRIMEIROS CRISTÃOS. Sobre esse tema já está em meu blog uma matéria de um amigo meu de como os cristãos do primeiro séculos entendiam o Espírito Santo.
II – A DIVINDADE DO ESPÍRITO SANTO À LUZ DA BÍBLIA
1. A DIVINDADE DECLARADA. O que precisamos entender nessas passagens e em outras que essa variáveis é uma PROVA que o Espírito Santo tem a mesma deidade do Pai.
2. A DIVINDADE REVELADA. Essa revelação se dá no Batismo; Dons; Benção Apostólica; no conceito da Unidade e no processo da Soteriologia.
3. OBRAS DIVINAS. Criação do Universo e do homem. No processo da geração de Jesus e na sua ressureição. Conservou o universo e conserva o mundo através da igreja. É o regenerador e doador da vida. Distribui Dons e nos guia.
III – OS ATRIBUTOS DA DIVINDADE
1. ALGUNS ATRIBUTOS INCOMUNICÁVEIS. Veremos apenas alguns. Onipotência: poder e milagres. Onipresença: Preenche todos os espaços. Onisciência: Todo conhece, nada passa desapercebido dele. Eterno.
2. ALGUNS ATRIBUTOS COMUNICÁVEIS. Santidade; Bondade; Educador.
3. O ESPÍRITO SANTO E A TRINDADE.
IV – PERSONALIDADE DO ESPÍRITO SANTO
1. AS FACULDADES DA PERSONALIDADE. Personalidade são elementos que caracterizam o ser e os três elementos são notados no Espírito Santo. São eles: Intelecto; Emoção e Vontade.
2. REAÇÕES DO ESPÍRITO SANTO. Essas reações são naturais e provam sua personalidade própria.
CONCLUSÃO
A MAIOR LIÇÃO DO E.S É A HUMILDADE.



ebd Lição 5 Adultos - A identidade do Espírito Santo

Comentários

Like curiosidades

VEJA TAMBÉM

Tammy Di Calafiori que interpreta Lia abandona gravações na reta final da novela

Escândalo do Banco Santander

O SAPO GOLIATH - o maior sapo do mundo